Quantcast
Background

O que é o PRR "Bazuca"?

PRR - Plano de Recuperação e Resiliência Enquadramento geral para as Empresas

O PRR – Plano de Recuperação e Resiliência "Bazuca Europeia", é um dos meios disponibilizados pela União Europeia a que Portugal terá acesso nos próximos anos, sendo o seu objetivo imediato a reanimação económica e a criação de emprego. De forma complementar temos de considerar também Portugal 2030, ou dos programas Europeus, como o Horizon, ou na área da Cultura, como o Europa Criativa.

No total, Portugal receberá mais de 16.643 M€ através do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR)€: cerca de 13.944 M€ sob a forma de apoio não reembolsável (subvenções) e 2.699 M€ sob a forma de empréstimo. Sob o mote «Recuperar Portugal», o PRR irá enquadrar esforços de investimento/ apoios sob três dimensões estruturantes:

1. Resiliência: 11.125 M€ 66% do total do PRR) Apoiar a recuperação económica e o aumento da capacidade de reação e superação face a crises e aos desafios associados, de forma transformativa, duradoura, justa, sustentável e inclusiva, sendo entendida no contexto PRR em todas as suas vertentes: resiliência social, resiliência económica e do tecido produtivo e resiliência territorial.

2. Transição Climática: 3.059 M€ 18% do total do PRR) Estimular a investigação e inovação para um melhor e mais sustentável aproveitamento dos recursos, aumento da produção de energias renováveis e descarbonização da economia e da sociedade com o compromisso de Portugal atingir as metas climáticas que permitirão o alcançar a neutralidade carbónica até 2050.

3. Transição Digital: 2.460 M€ - 15% do total do PRR) Acelerar a transição do estado e das empresas para uma sociedade e economia mais digitalizada maximizando a eficiência do seu trabalho e promovendo a participação num mercado mais inclusivo.

A Transição Climática e a Transição Digital surgem como pilares da recuperação do tecido empresarial português. Como drivers de sustentabilidade, de crescimento, de diferenciação e de inovação, são prioridades assumidas na Recuperação de Portugal e, em particular, das empresas portuguesas. Neste sentido, destacamos 2 componentes a que as empresas portuguesas devem poder aceder nos próximos meses:

Componente C11 – Descarbonização da indústria. Promover a competitividade da indústria e das empresas, por via da sua descarbonização, redução do consumo de energia e da promoção de fontes endógenas de energia.

Componente C16 – Empresas 4.0. Dirigida especificamente ao reforço de digitalização das empresas, tem como objetivo recuperar o atraso relativamente ao processo de transição digital, permitindo o acesso ao conhecimento e aos meios tecnológicos digitais 

Recuperar Portugal

Ver Informação Pedir Informação